Locadoras vazias

O futuro das locadoras de cinema está em jogo com o anúncio no mês passado do lançamento da Saraiva On-Demand. Este serviço pretende oferecer streaming de dvds para que as pessoas assistam em casa, diretamente do computador. Segundo a Pay-Tv os filmes terão proteção contra gravação em mídias digitais, mas se o serviço não agradar a Saraiva estuda a possibilidade de vender um dispositivo responsável pela transmissão da obra direto na tv.

A proposta se aproxima muito com a tentativa de venda de músicas digitais. Apple, uma das pioneiras com seu serviço de lojas com streaming direto no Ipod é uma das provas de que essa jogada pode oferecer bairreias, como por exemplo a difícil negociação com a indústria. Mas a vantagem do cinema, segundo Marcilio Pousada, presidente da Saraiva em entrevista a revista Exame, é que a burocracia de Hollywood é menor do que das gravadoras, que deve dividir o poder de decisão com músicos e compositores.

Os filmes serão em alta qualidade e contam com todos os recursos do DVD, como várias trilhas de áudio, legendas em mais de uma língua e eventualmente conteúdo extra. Esse serviço já é oferecido nos EUA pelas empresas Netflix e pelas Amazon. Dipositivos como o Vudu e o videogame XBox também são responsáveis pela aquisição de filmes sob demanda. O gerente de mídias da Microsoft, Richard Charves, afirmou que em três meses os usuários do XBox adquiriram 1,5 bilhão de minutos de filmes por meio do Netflix.

O fim das locadoras?

O lançamento de serviços de aluguel de DVD via correio era o indício de que as locadoras estavam procurando diversificar para superar a crise que atingia o seu mercado. A União Brasileira de Vídeo (UBV) divulgou que de 2006 para 2007 o número de locadoras caiu de 12 mil para 9 mil, com déficit de R$ 650 milhões em locações. Nessa época já era previsto pelo diretor de distribuição da Sony, Wilson Cabral, uma mudança radical na forma como as pessoas se relacionavam com as mídias. "O formato físico do filme não morrerá, mas a sua circulação cairá substancialmente".

=====

É uma boa saber que em vez de chorar as xurumelas da pirataria as indústrias de cinema estejam encontrando o seu rumo, de certa forma. Mas será que o serviço irá vingar?

Comments :

6 comentários to “Locadoras vazias”
Diego Janjão disse...
on 

ah,meu,num acredito muito nisso naum de proteção contra copias...

num tem jeito,um dia descobrem como burlar isso

Vistem: JaNjÃo ComicS

Letícia Botelho disse...
on 

Concordo com o Diego, as pessoas semprem acham jeito para tudo ainda mais nos dias de hoje que é tudo muito facio.

Beijão;

Letícia

tollen disse...
on 

@Diego Janjão e @Letícia Botelho:

Pois é, concordo com vocês. Hoje com programas como o Camtasia Studio podemos facilmente capturar qualquer coisa da tela do nosso computador e salvar no hd. Depois seria só transformar e colocar no DVD.

Mas acredito que as Indústrias de Cinema perceberam que é impossível não piratear, por isso tomaram essa medida. Eles acreditam que as pessoas vão prefirir pagar uma mensalidade para assistir o filme que elas quiserem em casa em altíssima qualidade, do que ficarem procurando um DVD na rua ou em blogs nem sempre com uma qualidade boa.

abs

CG FILM PICTURES disse...
on 

Adorei a idéia e vi em um programa um rapaz que já tem esse acesso a DVDs on line, para assistir ou comprar o filme, pagando uma mensalidade. Tenho pena das locadoras e dos respectivos empregados, mas eu adorei a ideia.
Beijinhos de Rozangela Melo
Se quiser retribuir a visita, fique à vontade...
Fazemos cinema amador
Visite nosso blog
http://www.cgfilmpictures.blogspot.com/

tollen disse...
on 

@CG Films: Interessante sua história. Realmente acho que isso vai vingar. Dei uma olhada no seu blog, muito interessante. Boa atitude guerrilheira essa sua produtora de filmes: parabéns!abs

desvinculos disse...
on 

as locadoras estão no fim sim... não acho que o streaming de dvds será um fator fundamental, mas cobrar absurdos pelo aluguel de um dia, está fora de moda!!! a tecnologia ajuda, mas não é o único "vilão"!!!

Postar um comentário

 

Quem sou

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Meu nome é Sidmar Jr. sou jornalista formado e afixionado por Blogs, Comunidades Virtuais e Novas Tecnologias. Trabalho na área de Webwriting em um portal de Intranet corporativa.

Entrevistas

BlogBlogs.Com.Br